atendimento@bwr.com.br

(49) 3563-0126


Autônomos lideram interesse de abrir próprio negócio em 2021
29/01/2021 | SIte Contábeis

Os trabalhadores autônomos são os que mais mostraram interesse em abrir o próprio negócio em 2021, segundo a Pesquisa de Imagem Sebrae, realizada pela Unidade de Gestão Estratégica do Sebrae Nacional em conjunto com a Unidade de Gestão de Marketing.

Além disso, o levantamento apontou que os desempregados e quem já tem a própria empresa demonstraram, também, desejo em abrir um negócio nos próximos 12 meses.

Do total de entrevistados para a pesquisa, um em cada cinco pretende abrir uma empresa este ano.

A pesquisa, que tem o objetivo de monitorar a percepção da sociedade em geral em relação ao Sebrae, seu nível de lembrança e conhecimento de sua atuação, foi promovida entre outubro e dezembro do ano passado e ouviu pessoas em todas as unidades da federação.

 

Regiões

 

No tocante à lembrança do Sebrae, o que mais chamou a atenção foi que, dos entrevistados na Paraíba, 72% citaram a instituição quando questionados se conheciam alguma que apoia o empreendedorismo. No país, o percentual atingiu 72,9%.

Já sobre o conhecimento acerca do Sebrae, 78% dos paraibanos entrevistados disseram ter ouvido falar na instituição tanto por notícias ou matérias em revistas e jornais como na TV; 61% ouviram falar por meio de familiares, amigos e conhecidos; e 60% por meio de eventos.

No Brasil, 81,1% dos respondentes disseram ter ouvido falar no Sebrae na TV, enquanto 77,5% leram matérias de jornais e revistas e ouviram falar nas 54,8% nas redes sociais.

Quanto às ações e atividades atribuídas ao Sebrae, 97% dos entrevistados na Paraíba apontaram orientação para quem quer abrir um negócio próprio; 96% cursos e palestras presenciais; 87% consultorias na empresa; e 76% cursos e palestras à distância (on-line).

No Brasil, a grande maioria dos entrevistados concordou que o Sebrae oferece orientação para quem quer abrir um negócio (96,2%) e que oferece cursos e palestras presenciais (92,6%).

O levantamento mostrou, também, as médias, em uma escala de 0 a 10, da imagem do Sebrae junto à sociedade, considerando 10 como muito positiva.

Na Paraíba, a média atingida pela instituição foi 8,2, enquanto no Brasil, a nota ficou em 8,1.

Em relação à percepção acerca do Sebrae, 96% dos paraibanos entrevistados consideram a contribuição da instituição muito importante (94,2% no Brasil), 91% afirmaram que o Sebrae transmite credibilidade (91,1% no Brasil) e 87% dos paraibanos veem o Sebrae como uma instituição ética (85,1% no Brasil).

 

Avaliações

 

Para o diretor técnico do Sebrae Paraíba, Luiz Alberto Amorim, a pesquisa representa o reconhecimento da sociedade acerca da relevância do Sebrae e do que a instituição faz no contexto do desenvolvimento da micro e pequena empresa.

Neste sentido, ele entende que os dados mostram que o Sebrae tem conseguido atender às necessidades das empresas e da sociedade.

“Além disso, é importante lembrar que estamos falando de 2020, ou seja, um ano extremamente atípico e cujas repercussões estamos vivenciando até agora, devido à pandemia do coronavírus. Isso mostra que, mesmo com o processo de afastamento social e com o atendimento presencial reduzido nas agências do Sebrae, a instituição não se afastou dos empreendedores e da sua missão. Buscamos cumprir nosso papel de atender e ver como contribuir, efetivamente, para o desenvolvimento das empresas, bem como a recuperação delas. Neste sentido, o Sebrae também atuou na mesma linha de conduta nacionalmente, junto à Caixa Econômica, para garantir crédito às empresas. A presença do Sebrae tem sido relevante e a pesquisa traz exatamente isso”, avaliou.

Por sua vez, o presidente do Conselho Deliberativo Estadual (CDE) do Sebrae Paraíba, Marconi Medeiros, que preside, também, a Fecomércio, afirmou que a pesquisa revelou que a instituição é, hoje, a maior no estado em termos de preparação do micro empresário e empreendedor.

“O Sebrae se faz respeitar pela excelência do nível de treinamento e qualificação de micro empresários que buscam colaborar com o desenvolvimento social e econômico da Paraíba e do Brasil. Vejo o Sebrae como uma das instituições mais respeitadas do Brasil”, destacou.

Para o empreendedor Joseli Antônio dos Santos, que administra o Colégio INA, em João Pessoa, o Sebrae sempre foi uma instituição parceira.

“Temos uma ligação antiga e de muito sucesso. Já participei do Programa ALI e de outras consultorias relacionadas à informática e biossegurança. Tudo isso me ajudou a elevar, ainda mais, o crescimento da escola e a proporcionar o melhor serviço possível à comunidade”, enfatizou.



Ver mais notícias

PODE CONTAR, PODE CONFIAR!

2019 BWR Contabilidade - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Agência KM9